Testemunhas de Jeová (não oficial)

27 de dezembro de 2016

Despertai g 7/09 p. 29
“É errado mudar de religião? Ninguém deve ser obrigado a adorar a Deus de uma forma que ache inaceitável nem a escolher entre a religião e a família.”

A Sentinela w03 15/07 p.22 par. 6
“Um indício de que nos tornamos vítimas do auto-engano é se ficamos irados quando nossas crenças são questionadas. Em vez de ficarmos irados, é sábio manter a mente aberta e escutar com atenção o que outros dizem — mesmo quando temos certeza de que a nossa opinião está certa. — Provérbios 18:17.”

 

Desassociação

A desassociação pode ser definida como a expulsão da religião, ou excomunhão. Ela resulta no ostracismo total, proibindo todo o contato com familiares e amigos. Segundo A Sentinela de 1 de Julho de 1992, cerca de 1% Testemunhas de Jeová são desassociadas (expulsas) todo ano, ou seja, cerca de 80.000 por ano (conforme dados de 2017). Ainda segundo dados exibidos em outras revistas, apenas um terço deste número (cerca de 26 mil) retornam para a organização. As Testemunhas de Jeová desassociam por motivos nunca discutidos na Bíblia, tais como fumar, apostar e receber transfusão de sangue. A desassociação é exagerada de forma que membros da família imediata não podem se associar com seus ente queridos desassociados. A punição dura a vida toda, ou até que a pessoa seja readmitida nas Testemunhas de Jeová. Não basta a pessoa deixar de praticar o pecado que motivou sua desassociação. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/desassociacao/

 

Transfusões de sangue

As Testemunhas de Jeová recusam tratamentos que envolvam transfusões de sangue. No entanto, contraditoriamente, quando o sangue é mais fracionado até atingir componentes menores, 100% dele pode ser transfundido pelas Testemunhas de Jeová. As restrições ao uso do sangue presentes nas Leis de Noé (anteriores a Moisés), assim como na Lei Mosaica e na Lei dos Cristãos não se aplicam a transfusões, conforme princípios da própria Bíblia. Por exemplo, Levítico 19:16 diz para não fazer nada que ponha a vida do seu próximo em risco. Logo, quando 2 leis bíblicas conflitam, salvar a vida é sempre a maior lei. Jesus confirmou isto. Em certa ocasião, Jesus disse que o bom samaritano foi mais elogiável que os judeus, pois ele violou a lei de não tocar em alguém aparentemente morto (impuro), pois o objetivo era salvar a vida dele. Jesus também deu o exemplo de Davi que, para manter-se vivo, violou a lei divina e comeu os pães da apresentação do templo, que eram proibidos para ele. Jesus também aprovou violar a lei do sábado para salvar a vida até de animais. Em todos esses casos, salvar a vida literal foi mais importante que outras leis divinas. Salvar a vida literal também vem antes da lei do sangue (que é apenas símbolo da vida). Além disso, a ordem de abster-se de sangue de Atos 15 não se aplica mais aos cristãos atuais, conforme o próprio contexto de Atos. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/transfusoes-de-sangue/

 

Luz que clareia mais e mais

A principal justificativa da Organização para explicar as alterações doutrinais é Provérbios 4:18: “Mas a vereda dos justos é como a brilhante luz da manhã, Que clareia mais e mais até a plena luz do dia.” Entendem que a “luz”, em Provérbios 4, significa “entendimento doutrinal”. Mas os versículos ao redor da citação acima dizem o seguinte: “… Pois eles não conseguem dormir enquanto não fazem o que é mau… O caminho dos maus é como a escuridão; Eles nem sabem o que os faz tropeçar… Escutem, meus filhos, a disciplina de um pai; … Guarde os meus mandamentos … Proteja, acima de tudo, o seu coração…” Esse capítulo faz uma comparação entre o comportamento de pessoas boas e pessoas más, e não tem relação alguma com o fornecimento de verdades doutrinais de forma progressiva. Além disso muitas vezes a doutrina não foi refinada, mas completamente alterada, e depois voltou ao que era antes. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/luz-que-clareia-mais-e-mais/

 

Geração que não passaria

A organização já promoveu 6 entendimentos sobre a geração que não passaria antes de vir o fim, de Mateus 24:34. O senso de urgência nas Testemunhas de Jeová baseia-se em parte, na crença de que o fim está muito próximo e virá antes que tal geração morra completamente. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/mudancas/geracao/

 

Jesus não é seu Mediador

De acordo com A Sentinela de 15 de Stembro de 1979, “Jesus é o mediador apenas dos cristãos ungidos“. E os ungidos são um sub-grupo das Testemunhas de Jeová, composto por apenas 144 mil pessoas. Todo o resto da humanidade não tem Jesus como seu mediador. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/mediador-somente-para-144-mil/

 

144 mil – um número literal

Apocalipse 14:1,4, 5 descreve os 144 mil. A organização das Testemunhas de Jeová afirma que, nesses textos, o número é literal, mas todos os outros atributos deles são figurativos, ou seja, eles não são literalmente das tribos de Israel, não têm o nome do Cordeiro e do Pai literalmente gravados nas suas testas, não são literalmente virgens, e não são literalmente sem engano e sem defeito. Só o número é literal. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/144-mil-literal-ou-figurativo/

 

Grande Multidão na Terra

Apocalipse 19:1 diz “grande multidão no céu”. Além disso, as Testemunhas de Jeová ensinam que os servos de Deus que viveram antes de Jesus têm esperança terrestre, mas Hebreus 11:1-16 diz que Abel, Enoque, Noé, Abraão e Sara “procuram alcançar um lugar melhor, isto é, um lugar que pertence ao céu”. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/grande-multidao-outras-ovelhas/

 

Paraíso na Terra

A palavra “paraíso” é usada somente 4 vezes na Tradução do Novo Mundo das Escrituras Sagradas. Em 3 dessas 4 vezes, refere-se ao céu, segundo as publicações. Além disso, a Bíblia diz em Mateus 5:5: “Felizes os de temperamento brando, porque herdarão a terra”. Sabia que esse versículo não fala da grande multidão nem das outras ovelhas? Aplica-se aos ungidos que vão para o céu. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/paraiso-na-terra/

 

1914 = 607 AEC + 7 Tempos

A organização ensina que uma profecia de Daniel estabelece que Sete Tempos passariam desde a destruição de Jerusalém (607 AEC), chegando em 1914, quando Jesus começou a reinar. Com isso, em 1919, a organização das Testemunhas de Jeová foi escolhida como a única verdadeira. Mas A Sentinela de 2011 diz: “Nota: Nenhum dos eruditos citados defende que Jerusalém foi destruída em 607 AEC.” SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/607-1914-sete-tempos/

 

Estamos nos Últimos Dias

As Testemunhas de Jeová acreditam que os últimos dias começaram em 1914, e prova disso seria um suposto aumento nas doenças, fome, guerras, terremotos e crimes. Esta seção mostra que estas condições não ficaram piores desde 1914, e na maior parte das vezes, melhoraram muito! Por esta razão, as Testemunhas de Jeová acham necessário apresentar informações imprecisas e enganosas para apoiar as suas afirmações. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/doutrina/ultimos-dias/

 

1919 – Como foi calculado

Grande ênfase é dada ao ano 1919, sendo este o ano em que Jesus supostamente escolheu a Organização Torre de Vigia e seu Corpo Governante para representá-lo na Terra. A base para se chegar em 1919 apóia-se quase totalmente em Apocalipse capítulo 11. Este capítulo descreve um período de 1260 dias e um período de 3 dias e meio. A Organização apresenta os 1260 dias como literais, os 3 dias e meio como simbólicos, e mesmo assim soma um período simbólico a um período literal para tentar explicar o período de 1914 a 1919. Além disso, afirma-se que houve uma purificação da doutrina em 1919, mas eles ainda usavam a cruz, comemoravam aniversários e Natal, e seguiam um conjunto de doutrinas muito diferentes das de hoje. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/1919-como-foi-calculado/

 

Salvação exclusiva para TJs

A organização das Testemunhas de Jeová ensina que, no Armagedom, somente as Testemunhas de Jeová sobreviverão, e que bilhões de pessoas serão destruídas para sempre. É comum ouvir uma Testemunha de Jeová afirmar que isso não é bem assim, mas este artigo contém inúmeras citações das publicações das Testemunhas de Jeová onde essas afirmações são categóricas. Daí, o artigo passa a explicar porque essa doutrina não é realística. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/salvacao-somente-para-as-testemunhas-de-jeova/

 

Guiados por Espírito Santo

O Corpo Governante afirma estar sob a orientação do Espírito Santo de Jeová. A conclusão lógica é que: o que eles ensinam deveria ser correto; no entanto, inúmeras alterações doutrinais mostram que não é o caso. A defesa do Corpo Governante é que eles são ativamente dirigidos por Espírito Santo, mas não inspirados. Isso é estranho, porque, em tal contexto, a definição de “inspirado” é exatamente “ser orientado por Espírito Santo”. Este artigo esclarece essa confusão. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/orientados-por-espirito-santo/

 

Profeta de Jeová

Deuteronômio diz que um profeta que fala algo que não acontece não é de Jeová. A organização das Testemunhas de Jeová tem afirmado ser o Profeta de Jeová. Isto é importante para meditarmos, em vista das inúmeras profecias da organização que falharam, como aquela que dizia que a batalha do grande dia de Jeová ocorreria no século 20. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/profeta-de-jeova/

 

Organização verdadeira

A palavra “organização” não aparece na Bíblia, mas mesmo assim a organização das Testemunhas de Jeová sempre afirma que fazer parte dela é essencial para a salvação da pessoa. Este artigo mostra que, na maior parte da história Bíblica, não havia organização a qual pertencer, e quando havia, os servos de Deus regularmente agiam fora dela ou contra a Organização de Deus. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/organizacao-essencial-para-a-salvacao/

 

Escravo Fiel e Discreto

O que define uma Testemunha de Jeová não é adorar a Jeová, mas sim obedecer ao “Escravo Fiel e Discreto”. Até pouco tempo atrás, era definido como todo o grupo Cristãos Ungidos, mas na prática só um sub-grupo dos ungidos (chamado de Corpo Governante das Testemunhas de Jeová) é que funcionava como o Escravo Fiel e Discreto, e esse passou a ser o entendimento atual sobre a identidade do Escravo. Não existe prova satisfatória para mostrar que Deus orienta ativamente o Corpo Governante, mas por meio de paralelos com a parábola do Escravo, os líderes da organização das Testemunhas de Jeová exigem obediência total dos seus seguidores, com trágicas consequências. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/escravo-fiel-e-discreto/

 

Corpo Governante

A organização das Testemunhas de Jeová (Torre de Vigia) afirma que a estrutura da sua liderança é baseada no modelo dado pelo modelo do Corpo Governante do primeiro século. No entanto, o termo “Corpo Governante” não aparece no Novo testamento. Nem o conceito de um grupo pequeno e centralizado de líderes. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/fundamentos/corpo-governante-no-primeiro-seculo-e-hoje/

 

1925 – “Milhões que agora vivem jamais morrerão!”

Em 1918, Rutherford anunciou: “Milhões que agora vivem talvez nunca morram!”, declarando que a ressurreição terrestre estava marcada para o ano 1925. Em março de 1918, uma brochura foi produzida com um título ainda mais atrativo: “Milhões que agora vivem jamais morrerão!”. O erro dessa profecia fez com que Rutherford re-escrevesse a maior parte das doutrinas relacionadas a datas da Organização. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/mudancas/1925-2/

 

Profecias de Apocalipse e Daniel

Se você pensa que o Corpo Governante é orientado por Deus para interpretar a doutrina, então os ajustes contraditórios no entendimento de Apocalipse e Daniel deveriam ser prova suficiente para provar o contrário. SAIBA MAIS clicando abaixo…
http://www.jeova.info/mudancas/apocalipse-e-daniel/